Blog

A IMPORTÂNCIA DO USO CORRETO DO EPI

voltar20/09/2022

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como o próprio nome já diz, são feitos para proteger o trabalhador durante atividades que oferecem algum tipo de risco, como o trabalho em altura, soldagem, ambientes com ruído ou produtos químicos, por exemplo, entre diversos outros.

Além de proporcionarem um ambiente mais seguro para os trabalhadores, eles também oferecem uma melhor qualidade de vida no dia a dia dos usuários, colaborando, inclusive, para a produtividade de cada um.

Mas, nem sempre, o simples fato de estar utilizando os equipamentos é garantia de proteção, isso porque eles precisam ser usados corretamente para a máxima eficiência.

Por isso, hoje, vamos mostrar um pouco mais sobre o uso correto de alguns equipamentos.

Mas, antes, vamos explicar o que é um EPI e quais as suas funções.

PARA QUE SERVE O EPI?

De acordo com a Normal Regulamentadora número 6 (NR 6), Equipamento de Proteção Individual (EPI) é “todo dispositivo ou produto de uso individual utilizado pelo trabalhador que tem como finalidade protegê-lo de riscos ou ameaças à segurança e à saúde”.

Eles são usados para a proteção auditiva, respiratória, visual, da cabeça, das mãos e proteção antiqueda, por exemplo.

São óculos de proteção, luvas, cinturões de segurança, abafadores de ruído, máscaras, capacetes, entre diversos outros.

OS RISCOS DE NÃO USAR O EPI CORRETAMENTE

Sempre ouvimos muito falar sobre a não utilização do EPI, que pode resultar em acidentes ocupacionais e até levar os trabalhadores a morte. Mas pouco se fala sobre um assunto tão importante quanto: a utilização errada dos Equipamentos de Proteção Individual, o que também pode oferecer riscos à saúde dos usuários.

Por isso, separamos aqui alguns passos para você não errar na utilização do seu EPI:

• Identifique os riscos da sua atividade

O primeiro passo para evitar acidentes é identificar os riscos da sua atividade. A análise de risco deve ser feita pelo técnico/engenheiro de segurança do trabalho, responsável pelo trabalho que será executado. Utilizar o equipamento que não condiz com a realidade do seu trabalho pode provocar acidentes.

Por exemplo, se na sua atividade há o manuseio de objetos cortantes, não vai adiantar utilizar luvas feitas para manusear produtos químicos. É preciso utilizar o EPI específico para essa atividade. O que inclui ficar atento também ao material que cada EPI foi fabricado.

Leia mais sobre como escolher suas luvas de proteção clicando aqui.

• Utilize os equipamentos do tamanho e regulagem corretos

Depois de escolhido o EPI para o tipo de atividade específica, é importante que o usuário utilize o produto com o tamanho correto para o bom desempenho no trabalho e a correta proteção. Atualmente, no mercado, os EPIs contam com diferentes tamanhos não só para garantir a máxima segurança, como também dar mais conforto ao usuário.

É fundamental também que o trabalhador ajuste os EPIs corretamente. Os capacetes, abafadores de ruído, cinturões de segurança, máscaras, etc, precisam estar perfeitamente encaixados ao corpo para evitar acidentes.

• Siga as orientações do fabricante

Para o bom funcionamento dos EPIs é essencial seguir a recomendação dos fabricantes, não só relacionadas ao prazo de validade, ou orientações de conservação, armazenamento/guarda, como também as especificidades de cada um.

Por exemplo, os cinturões de segurança, utilizados no trabalho em altura para evitar a queda dos usuários, contam com modelos com três tipos de pontos de conexão: ancoragem (A), suspensão (S) e posicionamento (P). Cada ponto tem a sua função específica e jamais pode ser utilizada de outra forma. A ancoragem não pode ser usada no posicionamento, por exemplo, pois o usuário, mesmo com todos os equipamentos, não vai estar protegido contra queda. Para que o usuário esteja protegido, o cinturão obrigatoriamente precisa estar conectado ao ponto de ancoragem.

Leia mais sobre como escolher o cinturão de segurança clicando aqui.

• Só compre EPI com CA

Vale a pena lembrar que, em todos os casos, os EPIs precisam ter o Certificado de Aprovação (CA), emitido pelo Ministério do Trabalho e Previdência. É o CA que indica a conformidade e legalidade do produto comercializado. É a garantia de que eles foram aprovados nos ensaios comprobatórios de proteção.

Comentários

Este site armazena cookies em seu computador. Esses cookies são usados para coletar informações sobre como você interage com nosso site e nos permite lembrar de você. Usamos essas informações para melhorar e personalizar sua experiência e para análises e métricas sobre nossos visitantes, tanto nesse site quanto em outras mídias. Ao utilizar nosso site você concorda com a nossa Política de Privacidade.

(24) 2222 9900

www.carbografite.com.br
sac@carbografite.com.br

Carbografite Equipamentos Industriais LTDA

Estrada União e Indústria, 15.500 - Petrópolis - RJ

CEP: 25.750-226 - CNPJ: 36.427.615/0001- 46

Newsletter