Blog

SEGURANÇA E PRECAUÇÕES NO PROCESSO OXICOMBUSTÍVEL

voltar30/09/2021

Já falamos aqui sobre o processo de solda, corte e aquecimento. E tão importante quanto entender como o processo funciona é saber também sobre a segurança e precauções necessárias durante a utilização de equipamentos oxicombustíveis.

Existem vários fatores que podem trazer riscos para a operação, entre os principais estão o engolimento de chama e o retrocesso. Muitos destes riscos são devido à falta de capacitação e conhecimento do usuário.

Por isso, hoje vamos falar sobre as causas desses riscos:

ENGOLIMENTO DE CHAMA

O engolimento de chama é causado pelo retrocesso do fluxo dos gases permitindo que a chama alcance e permaneça na área de mistura dos gases causando um assobio característico. O engolimento pode ser gerado por vários motivos, sendo os principais:

  • O toque ou aproximação excessiva com a ponta do bico de corte na obra, por respingos e escórias que aderem à ponta e causam obstrução dos orifícios do bico;
  • Ou por regulagem incorreta das pressões de operação dos gases.
  • Caso aconteça um engolimento de chama que feche primeiro a válvula do oxigênio e em seguida a do gás combustível (Acetileno ou GLP/GN), deixe o maçarico esfriar e verifique o aperto da porca que fixa o bico a cabeça do maçarico.

    RETROCESSO

    O retrocesso é causado quando a chama alcança o ponto de mistura dos gases e avança dentro das mangueiras até atingir os cilindros, podendo causar um grave acidente ou até mesmo à morte do operador e pessoas aos arredores.

    Quando isso acontecer feche imediatamente a válvula de oxigênio e a do gás combustível (Acetileno ou GLP/GN), em seguida feche os registros dos cilindros.

    A NR 18 prevê obrigatoriedade na utilização de mecanismos dedicados a conter o retrocesso de chama e reversão do fluxo dos gases, este equipamento é conhecido como válvula corta chama.

  • A Válvula Corta Chamas é responsável por impedir o fluxo invertido dos gases para o interior das mangueiras e avanço das chamas através de seu filtro sinterizado, impedindo assim que a chama alcance os reguladores de pressão. Devem ser utilizadas para cada linha de gás, sendo uma válvula em cada entrada do maçarico e as outras na saída dos reguladores de pressão.
  • UTILIZE OS EPI’S CORRETAMENTE

    Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) utilizados no processo são de vital importância para garantir a segurança do usuário. Equipamentos como óculos de solda, protetores auriculares, luvas e outras vestimentas de raspa são geralmente utilizados. A escolha dos EPI’s adequados à situação de trabalho deve ser feita pelo engenheiro/técnico de segurança do trabalho de cada empresa e deverá seguir e estar de acordo com as normas vigentes.

    VEJA ALGUNS CUIDADOS DURANTE A EXECUÇÃO DO PROCESSO:

  • Não abrir os cilindros dos gases e a manopla do regulador de pressão com o corpo em frente aos manômetros;
  • Somente abrir os cilindros dos gases se os reguladores de pressão e todas as válvulas do sistema oxicombustível estiverem fechados;
  • Regular as pressões de trabalho com a válvula do maçarico aberta e individualmente para cada gás e de acordo com as recomendações do fabricante;
  • Utilizar somente equipamentos adequados e em perfeito estado de conservação;
  • Não utilizar teflon ou outros tipos de veda rosca, pois os equipamentos possuem roscas metálicas de formato cônico que garantem a vedação ao ser devidamente apertado;
  • Verificar se há respingos obstruindo o bico/extensão. Caso haja, utilizar limpadores de bicos específicos para tal função;
  • Não fazer adaptações e modificações nos produtos que compõem a linha oxicombustível;
  • Use os bicos/extensões de solda recomendadas para a espessura de chapa a ser trabalhada;
  • Respeitar a sequência de acendimento e apagamento da chama (primeiro gás combustível e depois oxigênio).
  • Utilizar válvulas corta chama;
  • Utilizar EPI adequado ao trabalho;
  • Manter a área limpa e organizada, não é aceitável que haja óleo e graxas próximas à operação;
  • Inspecione toda a linha oxicombustível a fim de remover quaisquer vazamentos;
  • Não dobre ou utilize emendas nas mangueiras;
  • Leia os manuais dos produtos emitidos pelo fabricante;
  • Seja treinado e capacitado para executar a função;
  • Siga as normas regulamentadoras vigentes.
  • Vale lembrar que a forma correta de ascender um maçarico é utilizando um centelhador. Estes equipamentos possuem boa durabilidade, pronta ignição, garantem segurança e possuem a pedra como peça de reposição. Outras formas de acendimento do maçarico podem expor o soldador a riscos.

    Apenas pessoas capacitadas devem realizar a solda e ajustar os parâmetros de soldagem como, por exemplo: ajustes de vazão no maçarico ou no regulador de pressão, instalação dos equipamentos, abertura dos cilindros de gases, etc. A maioria dos acidentes e incidentes que ocorrem neste processo são devido ao desconhecimento e negligência.

    Todos os equipamentos utilizados no processo oxicombustível devem ser mantidos em boas condições de uso. Vazamentos não podem ocorrer. Recomenda-se que toda a linha seja inspecionada. Esse teste deve ser realizado utilizando água e sabão. Nunca utilize centelha para esse fim.

    Comentários

    Este site armazena cookies em seu computador. Esses cookies são usados para coletar informações sobre como você interage com nosso site e nos permite lembrar de você. Usamos essas informações para melhorar e personalizar sua experiência e para análises e métricas sobre nossos visitantes, tanto nesse site quanto em outras mídias. Ao utilizar nosso site você concorda com a nossa Política de Privacidade.

    (24) 2222 9900

    www.carbografite.com.br
    sac@carbografite.com.br

    Carbografite Equipamentos Industriais LTDA

    Estrada União e Indústria, 15.500 - Petrópolis - RJ

    CEP: 25.750-226 - CNPJ: 36.427.615/0001- 46

    Receba Notícias